O desenvolvimento da paciência
em crianças é importante?

Nos anos 1960 e 1970, um psicólogo de Stanford chamado Walter Mischel realizou algumas experiências na área do desenvolvimento da criança e paciência. Estas experiências são conhecidas como os experimentos de marshmallow.

Nas experiências de Mischel, é dado um marshmallow a uma criança. Então dizem para ela que o experimentador vai sair da sala, e se a criança não comer o marshmallow enquanto o ele está fora, ela vai ganhar um segundo marshmallow. Se a criança comer o marshmallow antes do experimentador voltar, ela não teria um segundo marshmallow.

Então, o que era tão importante quanto comer ou não comer marshmallows? Mischel estava tentando ver se havia uma ligação entre as crianças serem capazes de adiar o prazer de curto prazo para um ganho de longo prazo. Comer um marshmallow agora ou dois no futuro. O estudo de Mischel passou a mostrar que as crianças que eram pacientes e capazes de esperar por recompensas futuras, também eram capazes de desenvolver melhor na escola, eram menos propensos a ter excesso de peso e tem, em média, níveis mais elevados de educação do que as crianças que não podiam esperar para comer o primeiro marshmallow.

O estudo de Mischel mostrou que as crianças que podem sacrificar o prazer de curto prazo para ganhar a longo prazo seriam mais bem sucedidas ao longo de suas vidas.

Pritt  é especialistas em educação têm desenvolvido vários projetos em diferentes níveis de dificuldade. Estes projetos são concebidos para ensinar às crianças várias habilidades para a vida, uma das quais é a paciência. O artesanato exige esperar a cola secar, recolher todos os materiais e cuidadosamente cortar todas as páginas. Estas são todas as atividades que levam tempo e paciência. Quanto mais as crianças se engajam na elaboração de atividades, mais elas vão desenvolver a paciência.

Junte-se à discussão em nossa página "Pritt Brasil" no Facebook e dê-nos a sua opinião.